Quem sou eu

Minha foto
Economista, administrador, Analista de Sistemas e pensador (forcei um pouco). Mas o mais importante é que sou Filho do Deus Vivo, esposo de uma maravilhosa mulher, Verônica e pai de tres rapazes fantásticos os manos Accete Raphael, Philipi e Victor. E é claro não posso esquecer que sou Flamengo e tenho uma nega chamada Penelope (Uma linda cadela dinamarquesa).

sábado, 13 de abril de 2013

A Incrível Estatística de Homossexuais Agredidos por Evangélicos







Esse assunto já encheu todos os sacos possíveis, mas como volta e meia aparece alguém postando algo sobre Marcos Feliciano queria fazer uma perguntinha.

Mas antes relembrando minhas opiniões :

1. Acho que o Marcos Feliciano fala muita besteira, inclusive do ponto de vista de interpretação  bíblica, fazendo quase sempre o que chamamos de exejegue ao invés de uma exegese;

2. Apesar disso ele tem todo o direito de dizer o que pensa onde quiser, sobretudo em sua igreja pois vivemos em uma democracia, até que os chatos politicamente corretos e sem raciocínio próprio, PTrovem o contrário;

3. Ele foi eleito democraticamente e por mais que possamos lamentar está no congresso porque mais de 200 mil eleitores assim o quiseram. Mas se vamos lamentar tem mais uns 500 na mesma situação;

4. Ele foi eleito presidente da CDH num acordo comum e dentro da legalidade no congresso;

Agora vai minha perguntinha bem simplista. Marcos Feliciano passou a ser encarnação de toda a suposta perseguição aos homossexuais, mesmo que es estatísticas digam o contrário, já que em PE, por exemplo, dados divulgados pela Secretaria de Segurança, demonstram que dos pouco mais de 30 casos de assassinatos envolvendo homossexuais, nenhuma era mulher, e todos os outros, nenhum foi por serem homossexuais, inclusive sendo vários passionais.

Mas voltando definitivamente a minha perguntinha, em qual estatística consta que a agressão a homossexuais, sobretudo as que de fato tem a ver com o assunto, foram feitas por pessoas que frequentam as igrejas evangélicas? Mas os intelectualóides podem dizer, mas o discurso dele influencia. E eu peço a algum dos sociólogos e ou psicólogos da frente anti-Feliciano, explique a este imbecil aqui que escreve esse post porque o único discurso que consegue influenciar pessoas que não os ouvem é o da tal suposta homofobia, os demais da alcoolfobia, adulterofobia, corruptofobia não influenciam ninguém.?

Devo ser mesmo muito imbecil para não enxergar o porque. Preciso da ajuda de voces.

Nenhum comentário: